top of page

Elementa de Ana Rocha




O mundo da Arte sintetiza um universo de temas e rumos e abrange tanto a realidade social e a introspecção. A humanidade e o indivíduo. Conexões da Arte com diferentes áreas de conhecimento nos permitem uma visão abrangente do mundo e de nós mesmos. Talvez uma das mais ricas seja com a Filosofia, mas a representação visual de conceitos filosóficos exige do artista uma formação holística, um embasamento que hoje em dia não é fácil de encontrar.

A artista visual Ana Rocha consegue navegar nesses dois mundos. Sua formação em Filosofia completa uma veia artística em que o Abstracionismo Geométrico expressa seus conceitos e seus pensamentos. Na obra “Elementa” (elementos, em Latim), Ana nos conecta ao filósofo grego Empédocles, criador da teoria cosmogônica dos quatro elementos da Natureza (Ar, Água, Terra e Fogo). E assim, de forma abstrata e geométrica, os elementos e suas interações são representados. Linhas e cores caracterizam a gênese e a sustentação de tudo que nos cerca.

A teoria de Empédocles marcou sua presença em nosso modo de pensar por mais de dois mil anos. O tributo de Ana Rocha a esse feito, contextualiza e amplia a noção dos elementos. Em suas palavras, “Elementa” é forma e vida. Vida que assume as formas geométricas mais variadas, em conchas, flores, e também naquilo que nós construímos, de Stonehenge às Pirâmides, no Egito ou no Louvre.

Assinaturas marcantes, do Universo e da Humanidade.

Eternas.


2 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page