top of page

Projetos Autorais

91--5000resultados-de-traduoresultado-da-traduocreate-abstract-art-with-squares-in-white-
Tempo Fugits (38).png
União em Contorno - Acrílica sobre tela - 80x80 cm.png

Ao longo de três décadas, tenho tecido um universo visual através de minhas pinturas e fotografias. Minha jornada artística é marcada por uma diversidade de fases, cada uma pulsando com sua própria energia e expressão. Desde as formas abstratas até as representações figurativas, minhas obras refletem um profundo mergulho na alma humana e na paisagem emocional. Toda obra é única e genuína.  

Tempo Fugits (31).png

Éter
Monocromático.

scroll

Pinturas: Acrílica e Nanquim 



 

Éter Monocromático é uma ode ao tempo, capturada em um universo de tons preto, branco e sépia. Cada pintura é uma janela para um momento suspenso, onde figuras humanas emergem do éter em composições que evocam a passagem inexorável do tempo. A escolha deliberada de uma paleta monocromática não é apenas uma questão estética, mas uma maneira de destilar a essência do tempo, revelando nuances de sentimentos e reflexões que transcendem a cor.
 

As Figuras do Tempo

As pessoas são como espectros de diferentes épocas, cada uma delas imersa em sua própria contemplação do tempo. Gestos e posturas carregam uma quietude que convida à introspecção. Em algumas obras, a presença de relógios, discretamente inseridos no cenário, funciona como um lembrete constante da nossa relação com o tempo – um símbolo da sua onipresença e do nosso desejo de capturá-lo, de entendê-lo, talvez até de dominá-lo. Algumas cenas são surreais e acontecem na cidade, com pessoas carregando cabeças de relógio, uma alusão à pressão e urgência dos dias de hoje. A cidade, frenética e apressada, se contrapõe à calma contemplativa das figuras, reforçando o contraste entre o tempo exterior e interior.
 

O Preto, o Branco e o Sépia

A monocromia de preto e branco, temperada pelo calor do sépia, confere uma atemporalidade às obras, criando uma ponte entre o passado e o presente. O preto e branco trazem à mente as fotografias antigas, memórias fixadas em prata sobre papel, enquanto o sépia adiciona nostalgia, uma pátina de antiguidade que sugere histórias ainda não contadas.
 

A Filosofia do Tempo

Éter Monocromático é uma meditação visual sobre o tempo. O éter, frequentemente descrito como a substância que permeia o espaço, é aqui reinterpretado como o próprio tempo – algo que nos envolve, nos atravessa, mas que muitas vezes permanece invisível. As pinturas, então, são como condensações desse éter, momentos congelados que nos permitem vislumbrar a vastidão do tempo.
 

Cada relógio presente nas obras atua como um marcador de passagem, um ponto de referência no mar do tempo. Eles nos lembram que, embora o tempo possa parecer fluido e interminável, nossa experiência dele é marcada por momentos específicos – instantes de epifania

Ao contemplar as obras de Éter Monocromático, somos convidados a refletir sobre nossa própria relação com o tempo. As pinturas nos desafiam a pensar sobre como medimos nossos dias, como recordamos nosso passado e como imaginamos nosso futuro. Elas sugerem que, embora não possamos controlar o tempo, podemos aprender a navegar por ele com mais intenção e consciência.
 

Éter Monocromático é uma coleção que fala do tempo com uma voz silenciosa. Através de suas figuras monocromáticas e seus relógios simbólicos, ela nos lembra que o tempo é ao mesmo tempo nosso companheiro constante e nosso mais esquivo adversário. Cada pintura é uma meditação sobre a natureza efêmera da existência e a beleza encontrada na contemplação do momento presente.

"Vaso de pensamentos" - Acrílica e nanquim  sobre tela_ 2020 - 80x80 cm

bottom of page