O que estamos fazendo com o nosso tempo?

Atualizado: Abr 5



Obra: Speed - Marisa Melo



O bem mais valorizado nos dias de hoje é o tempo. Todos se queixam do quanto ele é escasso, para dar conta das mil atividades que nos fazem correr sem parar, todos os dias. Parece que os dias estão mais curtos e isso faz com que tudo seja efêmero. O que nasce hoje, já nasce morrendo. As tendências não duram meses ou anos. A fama chega a durar menos do que os famosos 15 minutos previstos por Andy Warhol.


O desenvolvimento alucinante de novas tecnologias otimiza nossa dedicação a mil tarefas, tornando tudo mais rápido, mas, ao mesmo tempo, exigindo um grande esforço de atualização.

Numa realidade imposta por um vilão sem rosto e sem nome: o mercado. Acabamos por nos transformar, nós mesmos, em “produtos”.


Todos nos queixamos da falta de tempo. O dia tem as 24 horas que sempre teve. Nosso erro pode estar na priorização de compromissos e consumo, quando deveríamos resgatar o que realmente importa: a família, os amigos, o sorriso e o amor.

Indiferente às nossas confusões, o tempo escorre entre nossos dedos.

Nosso grande desafio? Fazer bom uso dele.


4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo