top of page

No Dia do Patrimônio Histórico Nacional, descubra os marcos importantes que carregam a história




Celebrado em 17 de agosto o dia do Patrimônio Histórico, listo quatro pontos turísticos da capital paulista que são tombados por seus valores culturais e históricos.






Curadora artística, Marisa Melo é fundadora da UP Time Art Gallery




Celebrado no dia 17 de agosto, o Dia do Patrimônio Histórico Nacional tem como propósito enaltecer e conscientizar sobre a importância da preservação e valorização do patrimônio cultural e histórico do Brasil. A data faz homenagem ao aniversário de Rodrigo Melo Franco de Andrade, jornalista, escritor, advogado e o responsável pela criação do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, em 1937, tendo seu legado eternizado em virtude da importância e dos reconhecimentos nacional e internacional pelo feito. A data é uma oportunidade de sensibilizar e conscientizar a população sobre o valor histórico, educacional, cultural, econômico e social da preservação dos nossos bens nacionais.



O patrimônio engloba uma vasta gama de elementos que representam a identidade, história e a cultura da nossa nação. O acervo abrange sítios arqueológicos, monumentos, edifícios, além de obras de artes, objetos antigos, tradições culturais, entre outras manifestações. A preservação desses elementos é fundamental, para que as gerações futuras possam compreender e apreciar as raízes históricas e culturais do país. Na cidade de São Paulo, o órgão responsável pela conservação, proteção e tutela do patrimônio municipal é o Departamento do Patrimônio Histórico (DPH), constituído pelo Centro de Arqueologia e pelos Núcleos de Documentação e Pesquisa; Valorização do Patrimônio; Projeto; Restauro e Conservação; Monumentos e Obras Artísticas, além do Núcleo de Identificação e Tombamento.



Para quem deseja aproveitar a data e programar um tour cultural e histórico pela capital paulista, indico quatro marcos importantes que carregam a história de São Paulo para visitar. Confira, abaixo:




Pinacoteca de São Paulo




1- Pinacoteca de São Paulo


Situada ao lado da Estação da Luz, uma das mais importantes estações ferroviárias da cidade, a Pinacoteca de São Paulo carrega a cultura paulistana em seu acervo, que contém mais de 11 mil peças, dentre elas, trabalhos de artistas notórios, como Anita Malfatti, Tarsila do Amaral, Cândido Portinari, entre outros. “Considerado o museu mais antigo da cidade, a Pinacoteca foi fundada, em 1905, pelo Governo do Estado de São Paulo, e tombada como Patrimônio Histórico Estadual em virtude do seu valor histórico, cultural e artístico. Além do acervo original, que foi formado pela transferência de 20 obras do Museu Paulista da Universidade de São Paulo, o espaço também traz diversas exposições nacionais e internacionais que valem a visita.









Pátio do Colégio - Centro de são Paulo





2- Pátio do Colégio


Para iniciar o passeio, a primeira dica é visitar o Pátio do Colégio, onde nasceu a cidade de São Paulo, em 1554, com a primeira construção da metrópole. O complexo histórico, cultural e religioso pertence à Companhia de Jesus e foi fundado pelo Padre Anchieta, com o objetivo de servir como alojamento das viagens realizadas pelas expedições e como colégio na catequização dos índios, sendo um marco importante para turistas e paulistanos conhecerem um pouco mais sobre a história da cidade. Tombado como Patrimônio Histórico da cidade, o Pátio do Colégio está localizado no centro da capital paulista e possui diversas atividades e eventos gratuitos, além do acervo histórico da cidade.







Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (MASP)




3- Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (MASP)


Localizado no coração da Avenida Paulista, o MASP é o primeiro museu moderno do país, fundado, em 1947, pelo empresário brasileiro Assis Chetaubriand. “O museu foi instalado, inicialmente, na Rua 7 de Abril, no centro da cidade, e transferido, em 1968, para a atual sede na Avenida Paulista, com o projeto de Lina Bo Bardi, sendo considerado um marco na história da arquitetura do século 20. Entre pinturas, esculturas, objetos, vestuários e fotografias de diversos períodos, o acervo é imperdível e abrange as produções europeia, africana, das Américas e asiática. Tombado como Patrimônio Histórico, além do acervo próprio, o museu também traz diversas exposições, cursos, oficinas e palestras em sua agenda cultural.






Parque Ibirapuera - São Paulo





4- Parque Ibirapuera


Projetado pelo célebre arquiteto Oscar Niemeyer, o complexo do Parque do Ibirapuera é tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) desde 1992. Além do parque, a Bienal, o Museu de Arte Contemporânea (MAC), Museu de Arte Moderna (MAM) e a Oca também são patrimônios históricos, arquitetônicos e culturais da capital. Andar pelo complexo e visitar todas as suas estruturas é entrar em contato com os valores histórico, arquitetônico e cultural da cidade. Considerado um dos principais cartões postais de São Paulo, o Parque fica localizado na Zona Sul da capital paulista.





3 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page