Cripto Arte: o que é isso?



O que vale mais? A Mona Lisa original ou uma cópia? Para um colecionador, a autenticidade vale ouro. No mundo artístico, experts se dedicam à tarefa de confirmar a autenticidade de cada obra. Esse trabalho exige um conhecimento profundo do estilo do artista. Um traço, uma pincelada diferente são suficientes para revelar se a obra é uma falsificação.

Mas...e a arte digital? Obras elaboradas e sofisticadas são disponibilizadas na Internet. E toda imagem pode ser copiada e multiplicada. Como preservar a autenticidade no mundo da arte digital?


A tecnologia permite resolver o problema. Mas precisamos “traduzir” as explicações técnicas para nossa língua. Para começar, vamos lembrar do conceito de “criptografia”. Cryptos quer dizer “escondido” em grego. E hoje quando criptografamos um texto, significa que ele é “embaralhado”, transmitido e depois “desembaralhado” por quem recebe, de modo a impedir que outras pessoas abram a mensagem. A criptografia permite que você movimente sua conta bancária via Internet sem que ninguém mais possa acessar essa operação. A Cripto Arte permite que a arte digital seja, finalmente, protegida e identificada.


Um ponto importante é o conceito de “blockchain”. Não vamos falar aqui de bitcoins. Para nós, basta entender que essa tecnologia permite atribuir uma marca, um código, que passa a ser uma assinatura única a qualquer trabalho digital. Desta forma, temos como identificar o trabalho original e distingui-lo de qualquer cópia. O código atribuído não pode ser alterado ou falsificado.


A UP Time Art Gallery já está trabalhando com essas novas tecnologias de modo a garantir a exclusividade para quem cria e a autenticidade para quem compra.


Com este recurso, a arte digital sobe mais um degrau rumo ao reconhecimento de seu valor, sem nada dever às modalidades artísticas convencionais.

Quando um novo “da Vinci”, criar uma arte digital de sucesso planetário, poderá atribuir a ela um registro único. E os apreciadores de arte vão fazer de tudo para adquirir não uma cópia, mas aquele arquivo original.

Que será tão único e exclusivo como a própria Mona Lisa.





2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo