top of page

ARTISTA EM DESTAQUE - Gabrielly Paz: do Rio Grande do Sul para a República Dominicana!


O trabalho da UP Time Art Gallery é inspirar e fascinar através da Arte. Nossos artistas apresentam trabalhos que retratam nossas emoções, nossas causas, nossas vidas. O público sempre quer conhecer o artista por trás da obra. Quem é, como pensa? Que história de vida levou a esse trabalho?


Hoje conosco, Gabrielly Paz!






Gabrielly Paz é uma artista visual cuja obra é fortemente influenciada pela natureza e pela estética surrealista. Nascida e criada no interior do Rio Grande do Sul, Gabrielly começou a trabalhar como professora de pintura e desenho na Casa Drum Música e Arte em Passo Fundo, onde atualmente coordena e ministra cursos relacionados às artes visuais. Suas pinturas apresentam cenas oníricas que exploram tanto críticas sociais quanto a exuberância da fauna e flora do Brasil.

Durante uma viagem à República Dominicana, Gabrielly teve a oportunidade de visitar a Galeria Quinta Dominica e estabelecer uma conexão especial com a galerista. Essa visita acabou resultando em um convite para participar de uma residência artística na galeria, em outubro, onde Gabrielly está trabalhando em sua mostra intitulada "De Ponta a Ponta".

No processo de criação, Gabrielly tem se inspirado na riqueza cultural e natural da República Dominicana, bem como nas memórias e experiências de sua própria vida. Suas pinturas exploram temas como a identidade cultural, a conexão com a terra e a espiritualidade. A mostra "De Ponta a Ponta" promete ser uma experiência única e envolvente para todos os admiradores da arte surrealista e da natureza.




MM- Como surgiu o seu desejo pela arte e como tem construído a sua trajetória?


Meu desejo pela arte sempre foi uma parte intrínseca de quem eu sou, desde a minha infância, tanto na escola quanto em casa. No entanto, foi durante o meu tempo na faculdade de arte que esse desejo se transformou em uma paixão profunda.


Uma parte significativa da minha trajetória artística foi quando comecei a ensinar pintura em uma casa de cultura local chamada Casa Drum, no sul do Brasil. Essa experiência não apenas me permitiu compartilhar minha paixão pela arte com outras pessoas, mas também enriqueceu minha compreensão do processo artístico a partir de diferentes perspectivas. Foi através do ensino que desenvolvi uma apreciação mais profunda pelo poder da arte para inspirar e conectar as pessoas.


Com o passar do tempo, minha jornada na arte se aprofundou ainda mais. Participando de exposições, colaborando com outros artistas e explorando continuamente diferentes meios, minha trajetória no mundo da arte se tornou uma emocionante aventura de autodescoberta e crescimento.




MM- Como surgiu o projeto da sua exposição internacional individual?


O projeto da minha exposição teve origem de maneira verdadeiramente especial. No ano passado, enquanto estava viajando na República Dominicana (adoro viajar), tive a oportunidade de conhecer a Galeria Quinta Dominica. Durante essa visita, conheci a galerista e estabeleci uma conexão genuína com ela. Foi nesse momento que surgiu um convite para participar de uma residência artística na galeria. Sem hesitar, decidi me inscrever para esta oportunidade única. E, com grande alegria, fui aceita para a residência. Desde então, tenho trabalhado muito para criar minha coleção De Ponta a Ponta. E agora, finalmente, é um sonho que se torna realidade.



Acervo "De Ponta a Ponta"_2023






Acervo "De Ponta a Ponta"_2023




MM- Quais as dificuldades que você encontrou para elaborar a sua exposição internacional?


A elaboração da minha exposição internacional foi uma jornada emocionante, mas também repleta de desafios significativos. Algumas das dificuldades que encontrei ao longo desse processo foram: a Organização da Exposição, foi um desafio complexo. Isso envolveu a seleção das obras a serem exibidas, a criação de um conceito coerente para a exposição e as obras. As burocracias de importação também foram desafiadoras no início, pois precisei ter todas as autorizações necessárias, lidar com regulamentações alfandegárias. O planejamento Financeiro, já que os custos associados a uma exposição internacional podem ser substanciais. Isso envolve dinheiro para a produção das obras, os custos de envio, voo, marketing, mentoria, entre outros. A conciliação de prazos para garantir que todas as etapas do projeto se encaixassem adequadamente foi um desafio constante. Atrasos em uma área poderiam afetar todo o projeto. Apesar desses desafios, a paixão pela arte e o apoio de minha família e amigos, foram fundamentais para superar cada obstáculo ao longo do caminho. O resultado final, uma exposição internacional individual, é uma realização que valeu a pena todo o esforço e dedicação nesse último ano.



MM- Como foi o processo entre decidir o tema da exposição e execução?


O processo de criação da minha exposição foi uma jornada emocionante e desafiadora. Iniciou-se com a busca de inspiração, levando-me a escolher o tema "De ponta a ponta: raízes, cores e texturas latinas". Esse conceito surgiu da minha conexão com a identidade brasileira e também com a cultura latina, junto com o hibridismo cultural.


A execução envolveu a produção cuidadosa das obras que se encaixavam e complementavam o tema, seguida pela seleção e preparação das melhores peças. A visualização da exposição marcou o culminar desse processo, onde as obras foram dispostas para contar a história da cultura latina de maneira envolvente, mostrando minhas ideias e inspirações de diversas formas. Apesar dos desafios, a paixão pela arte e pela cultura latina impulsionou cada etapa desse processo, resultando em uma exposição única e significativa que espero que toque o público, como me tocou e de mudou.




MM- Essa exposição vai ser um marco na sua vida, toda exposição individual é um filho que nasce. Como você pretende proceder depois dessa exposição? Você pretende trazer essa mostra também para o Brasil?


Após esta exposição, minha intenção é trazê-la ao Brasil, compartilhando minha arte com minha comunidade local, e também nos grandes centros. Além disso, planejo expandir minha carreira artística participando de mais exposições internacionais futuramente, colaborando com outros artistas e explorando novas oportunidades. Esta coleção é apenas o começo de uma longa jornada artística, investigativa e emocionante contínua.





Acervo "De Ponta a Ponta"_2023




MM- Quais são suas perspectivas de futuro?


Minhas perspectivas de futuro estão firmemente centradas na contínua exploração e expansão dos meus horizontes artísticos. Planejo continuar a criar obras que expressem minha visão e minha paixão pela arte, focando ainda mais no surrealismo, hiper-realismo e na cultura latina, explorando novos temas, técnicas e mídias.

Além disso, almejo participar de mais exposições e residências artísticas, tanto a nível nacional quanto internacional, buscando oportunidades para colaborar com outros artistas e compartilhar minha arte com um público diversificado. Minha visão para o futuro também inclui aprofundar meu envolvimento nas comunidades, através do ensino, para jovens artistas e também com a contribuição para projetos artísticos que tenham um impacto social positivo. Assim, minha perspectiva de futuro é continuar a crescer como artista, contribuir para o mundo da arte e enriquecer minha jornada artística com novas experiências e conquistas.





"Série Amapola"- Autorretrato




Saiba mais:

Instagram: @gabriellypazart





Sobre a UP Time Art Gallery:


Galeria de arte itinerante que reúne artistas do Brasil e de países da Europa para disseminar o que há de melhor no cenário da arte contemporânea. Fundada por Marisa Melo, a galeria de arte alcança mais de 30 países ao redor do mundo, isso porque ela funciona de forma itinerante desde o seu nascimento, apresentando mundialmente exposições 3D e exposições regionais e internacionais presenciais com um time de artistas distintos.


Sobre Marisa Melo:

Formada em Propaganda e Marketing, Moda e Fotografia. Empresária no Mercado de Arte, especialista em crítica de arte, Gestão de Negócios, Arte e Estética e Design Gráfico. Artista Visual, certificação em Liderança pela PUC, consultora de projetos Artísticos, produtora de mostras, curadora e redatora de textos curatoriais.


Nossos serviços:

Exposições virtuais, físicas nacionais e Internacionais, Feiras de Arte, Projetos, Catálogo de Arte, Construção de Portfólio, Pod Cast, Biografia, Textos Crítico, Assessoria de Imprensa, Entrevistas e Provocações.







Comments


Marisa Melo (5).jpg

Olá,
sou Marisa Melo!

Olá, sou Marisa melo, inquieta e fascinada pela vida. Fascínio que se manifesta também, na Gastronomia, no universo dos livros e das ideias. Nas cores, na Pintura, na Música e em tudo que me faça pensar. Apaixonada pelos animais, especialmente cachorros! Acredito que todo conhecimento deve ser compartilhado. O que cada um vive e compartilha, enriquece e abre caminhos para todos. Aquela receita maravilhosa. O livro que não dá pra largar. A magia luminosa de uma foto inspirada. A conexão total entre o que comemos e nossa saúde. Entre nossa aparência e nossa autoestima. Quero sempre transmitir a minha verdade. Na foto, no texto, na opinião. Às vezes contra a corrente, às vezes nas entrelinhas. Sem a preocupação do elogio fácil.

Post Archive 

Tags

bottom of page